Trecho de um dos livros do pariense Ítalo Ferroni Rocho.

ScannedImage-4