Pra que correr atrás da perfeição?

A vida? Vamos vivendo, uai!

As mulheres são mais fortes, suportam mais as dores, aguentam nove meses seu filho na barriga e passam esse tempo todo num alegre delírio aguardando ansiosamente o 'dia D'. Ama sua criança 'com unhas e dentes', doa-se totalmente e torna-se a rainha, a deusa, a única por aquele filho. E a mulher grávida fica mais bonita. Ela embeleza por dentro e por fora.
Claro que o tempo vai passando, coisas vão mudando, momentos, palavras, pensamentos, mas o amor continua e de outras formas. Bem, falei da mulher, de sua força, de sua persistência, apenas pra dizer que a vida e o tempo vão passando e nós deveríamos acompanhar essa vida e esse tempo e passarmos por ele encarando as rugas e outros pequenos estragos provenientes desse tempo sem mexer em nada. Esses 'pequenos estragos' significam nossa vida, o que passamos, sofremos, rimos e choramos.
Cada vez que olhássemos no espelho sentiríamos a nossa vida, a nossa experiência, o nosso saber (ou até a nossa ignorância), poderíamos lembrar e recordar tantas passagens e imagens, tantas palavras e tantas omissões e estaríamos sempre sentindo a vida do começo ao fim, correndo em nossas veias.
Uma simples comparação com um carro, um automóvel. Compramos um veículo zero km, ano 1980. o tempo passando e a gente fazendo 'alguns remendos', apenas pra conservar a aparência. Se ele chegar até 2000, não temos mais nada a fazer. Foi-se uma geração e o carro não compensa mais ser consertado. O que fazer com um carro ano 80 com cara de 90 ou 2000? Vemos isso pelas ruas e torna-se engraçado.
Inicialmente mexemos em lataria e estofamento. Claro que motor e parte elétrica devem sempre ser bem cuidados, pois a vida depende de seu bom funcionamento, mas não adianta disfarçar, querer ter um carro do ano com 10, 15 anos de uso, de rodagem, de batidas. Mesmo com tudo novo ele continua velho. Não adianta voltar o velocimetro, não adianta pintar, trocar tudo por dentro, colocar perfume, pneus novos - ele continua sendo velho, o motor não aguenta mais.
Sem comparações, mas nossa aparência, nossas rugas e marcas, nosso corpo, nossos pensamentos e palavras representam tudo o que vivemos, o que passamos e aprendemos, o que vimos e sentimos. Isso deve ficar à mostra, afinal, isso somos nós, isso é a nossa vida.
CC&E - c.cursini@terra.com.br - A juventude é um defeito que a idade corrige (provérbio) - 16/03/2010