Missa solene e procissão encerram o 100° dia do padroeiro no Pari

 

DSC_0103Pela centéssima vez, a comunidade de Santo Antônio do Pari celebrou com alegria e devoção o dia do seu padroeiro. A festa começou antes das 6 horas da manhã para a centena de voluntários, que ajudaram tanto na festa externa, nas barracas do pão, bolo e diversas barracas de comidas típicas, como na igreja, ajudando na liturgia e outros serviços.

Ao longo do dia 10 missas foram celebradas, para que fiéis vindos de diversas partes de São Paulo pudessem prestar sua homenagem ao santo lisboeta.

DSC_0115A missa solene teve início às 19h30, e foi presidida pelo pároco, Frei Adriano, e concelebrada pelos frades da casa, Frei José Francisco, Frei Carlos e Frei Brayan, e pelos frades que residem em Bragança Paulista, Frei Agostinho e Frei Thiago.

Em sua homilia, Frei Adriano destacou a questão da missão e das relações. "Santo Antônio ouviu o chamado para sair de sua comodidade, foi ao encontro do outro, por isso atrai tantas pessoas no dia de hoje. Se ele não tivesse saído talvez nós não estaríamos aqui hoje", afirmou.

"Enquanto ficarmos fechados em nosso mundo não encontramos verdadeiramente o próximo, e Deus continuará sendo uma realidade distante em nossa vida", acrescentou. Sobre a vida de Santo Antônio, Frei Adriano destacou que o encontro do santo lisboeta com o próximo e que fez com que ele realizasse o sonho de Deus para sua vida, e o desejo de Deus para toda a humanidade, o amor.

O frade falou ainda sobre a questão da missão e do envio. "Ser enviado supõe não se fechar na própria vida e nos próprios interesses e motivações", acrescentou.

DSC_0194O pároco pediu que os presentes levassem no coração apenas uma definição de Santo Antônio: um homem bom. E concluiu sua homilia pedindo que os presentes buscassem sempre serem pessoas boas, que levem palavras de esperança e socorro aos mais necessitados, tendo um coração de carne. "Se formos homens bons nossa família e nossa comunidade se renovará", concluiu.

Durante o ofertório, voluntárias que ficaram todo o dia anotando as intenções de missa ofereceram a Deus todos os pedidos recebidos, para que Santo Antônio pudesse interceder por cada devoto que esteve presente neste dia em nossa paróquia.

A noite ainda foi marcada pela homenagem da vereadora Edir Sales, que ofereceu à paróquia uma placa comemorativa, pelos 100 anos de existência da comunidade. Estiveram presentes na celebração Ulisses Sales, que dirigiu algumas palavras a Frei Adriano e Gérson, que coordena a comissão de festas, e Vera Mayback, da subprefeitura da Mooca, que auxiliou a paróquia para os festejos deste ano. Em seguida Frei Adriano fez os agradecimentos gerais pela realização da 100ª Festa de Santo Antônio.

DSC_0210Ao final da missa houve a procissão pelas ruas do bairro, que foi seguida pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar. Neste ano a paróquia ofereceu um lírio para cada pessoa presente na procissão. As centenas de devotos que seguiram a imagem pelas ruas do bairro acompanharam os cantos e as preces, erguendo os lírios a cada refrão, deixando o cortejo ainda mais bonito.

A imagem de Santo Antônio foi recepcionada por uma grandiosa queima de fogos, por trás das torres iluminadas. Ao chegar na igreja, aconteceu ainda uma chuva de papel picado, coroando assim o 100° dia de Santo Antônio em nossa comunidade.

VEJA AQUI MAIS FOTOS DO DIA DE SANTO ANTÔNIO