predio-da-rua-eliza

""Criado por decreto de 21 de dezembro de 1904, quando o sr. José Cardoso de Almeida estava à frente da Secretaria do Interior, esse grupo escolar iniciou suas atividades em 13 de maio de 1905, em prédio situado à rua D. Eliza Whitaker, nº 1, no bairro do Brás. Seu primeiro diretor foi o então inspetor escolar professor Justiniano Vianna. Cardoso de Almeida era então secretário do Interior."  Apesar de estar no Brás, esta escola chamava-se Grupo Escolar do Pari, tendo mudado o seu nome para G. E. Orestes Guimarães e mudado o endereço para a Rua Hanemann e mais tarde ainda na Rua Canindé, onde se encontra.

No local da rua Eliza Whitacker, após a mudança do G. E. do Pari, foi criado o Liceu Acadêmico São Paulo, o famoso LASP, que anos depois mudou-se para a rua Oriente, onde ficou décadas até ser fechado alguns anos atrás.

Ainda rua Eliza , após a mudança do LASP, foi criado o Ginásio Paulista que ficou um tempo nesse endereço.

Hoje o prédio foi demolido e ali localiza-se uma Mesquita muçulmana xiita, religião que tem no bairro um considerável número de fiéis, principalmente de nacionalidade libanesa, trazendo ao Pari, uma imagem típica e diferente de outros bairros paulistanos, com um grande número de mulheres que usam aqueles vestidos longos e com as cabeças cobertas por véus.

Quanto ao primeiro diretor do colégio, Prof.  Justiniano Vianna era pai do grande autor teatral Oduwaldo Vianna, homem que revolucionou a linguagem teatral, trazendo uma forma de expressão mais abrasileirada , fugindo da antiga linguagem mais ligada ao Portugues falado em Portugal. O neto do Professor foi o grande autor teatral Oduwaldo Vianna Filho, o Vianninha, figura importante na dramaturgia brasileira.

Quanto ao Prof. Justiniano, os antigos contam que na época em que foi diretor do Grupo Escolar do Pari, ele ficava no mirante com uma luneta poderosíssima , vendo quem " cabulava"as aulas para ir nadar nas lagoas e no rio Tietê, para no dia seguinte aplicar a pena maior da época, a famosa e temida palmatória.