Quanto mais eu leio, mais certeza tenho que todos nós, sem exceção, vestimos uma máscara – nunca nos mostramos abertamente - somos sempre quem não somos – representamos tanto que às vezes, nem nós mesmos nos reconhecemos mais. Temos que ser assim ou a verdade, a realidade e a sinceridade são tão feias assim? Será que nos envergonhamos de nós mesmos? Talvez, e por aí deduzimos, que não somos capazes nem de nos construirmos da maneira como gostaríamos. Somos falsos e, infelizmente, a falsidade e a mentira dominam tudo ou quase. --- Claudio Cursini ***