Pular para o conteúdo principal

Em meio a sua maior crise, torcedores da Portuguesa se mobilizam pelo tombamento do Canindé




A LUTA PELA CONSERVAÇÃO DO ESTÁDIO DO CANINDÉ DA PORTUGUESA DE DESPORTOS === A grande colônia de São Paulo - e de tantos outros lugares - apaixonada pelo clube do coração mobiliza-se para manter o estádio e o clube - aqui ao lado da Zona Norte. Uma luta para manter um simbolo português na cidade. Pedido às autoridades, ao Conpresp, ao Condephaat e até um abaixo assinado em frente ao estádio, neste domingo (18/03/2018), antes do jogo contra o Juventus. Tudo pelo clube e pedem adesões. Leia tudo isto no Portal-24horas-DiárioZonaNorte. Clique na imagem abaixo para ser redirecionado.
=============
NOTICIAS DE VÁRIAS ÁREAS EM TEMPO TODO, 24 HORAS TODOS OS DIAS - INCLUSVE AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS:Portal de Notícias-24horas-DiárioZonaNorte: um jornal com várias editorias, veiculando direto, com atualizações constantes e atingindo 2 milhões de acessos =www.diariozonanorte.com.br / com apoio de chamadas na fanpage (www.facebook.com/diariozonanorte) com mais de 45 mil seguidores fixos e 400 mil views na semana / mais Twitter (@diariozonanorte). SAIBA MAIS – CLIQUE: http://bit.ly/2iy9Rgy

Fonte : Diário da Zona Norte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Evolução - Part 2

Será que ainda estamos evoluindo ?

Paperback Stories - Somos a Evolução ?

Somos a Evolução ? Comente no Instagram

Samuel - Menino de Rua

Os caminhos da vida nos levam a destinos que muitas vezes não esperamos. As esquinas são cruéis. As noites e dias tornam-se cada vez mais difíceis de suportar. A explicação é única. Solidão. As ruas que dormimos nelas nos passam dores que ficam alojadas no corpo para toda a vida. Sou um menino de rua. Tornei-me um deles. Num dia desses, num passeio pelo centro de uma capital me perdi dos meus pais. Fique na multidão. Gritei. Chorei. Não adiantou. Fiquei só no mundo. Mesmo assim, não perdi, em momento algum, a vontade de vencer. Samuel se perde dos pais e vira menino de rua... É bem verdade, que mesmo só pelas ruas Direita, São Bento, XV de Novembro, e tantas outras, prédios antigos e modernos, não me fizeram perder meus sonhos. Captei a mensagem de que para vencer, basta lutar. Alguém me disse que aquilo que plantamos, colhemos. Dizem que é uma lei da natureza. Nua e crua. Então resolvi, que seria muito legal para mim, trabalhar. Juntar forças para conseguir alguma coisa melhor