Como viver até os 100 anos?7

O mar, as pedras e o cavalo (branco ainda!) = uma bela paisagem

Escreva um diário (ou mesmo fale com as paredes!)
Expressar-se após um dia estressante pode ajudar você a recuperar a perspectiva, abaixar a tensão e até aumentar a imunidade do seu corpo contra doenças. Claro que apenas um jogo de palavras, mas eu dizia: "Quem trabalha não tem tempo pra doenças e estresses". Como disse, apenas uma afirmação duvidosa, só isso!
Compartilhe o humor
A vida às vezes torna-se séria demais, então quando você ouvir ou vir alguma coisa engraçada, compartilhe o fato com algum conhecido seu. Um pouco de humor pode ajudar muito a manter seu cérebro em forma. Realmente, o humor é o óleo que lubrifica o cérebro, fazendo-o rir de tantas tristezas.
Sorria, ria, dê gargalhada
Uma gargalhada genuína é um santo remédio para o estresse de todo dia. Peça para seus amigos lhe contarem uma história engraçada. Cerque-se de pessoas sorridentes, engraçadas e brincalhonas. Quando vir um grupo de amigos ou colegas de trabalho dando boas risadas, junte-se a eles. Mesmo que você não seja do tipo que não gargalha por qualquer coisa, mas seu intimo, por dentro, digamos que o seu organismo sentir-se-á bem com a alegria.
Trabalho voluntário
Trabalhar como voluntário em uma causa que nos motiva e inspira nos faz sentir muito bem em relação a nós mesmos. Ao mesmo tempo, alargar nossa rede social nos permite o aprendizado de novas experiências e equilibra a nossa vida. E o trabalho voluntário nos reanima internamente em saber que estamos prestando benefícios, fazendo bem a quem realmente precisa.
Trate-se bem
Faça um prato especial para você mesmo. Tome um banho de espuma. Assista a um filme. Ligue para um amigo ou parente que você não fala há anos. Sente-se num banco de parque e sinta o cheiro da grama e das flores. Seja o que for, faça isso apenas para você mesmo. Bom também é viajar – pegar uma estrada e tocar o carro sem preocupações aonde ir ou aonde parar, respirar e vislumbrar o ar e a paisagem, parar e beliscar qualquer coisa, tomar bastante água, fazer um alongamento e prosseguir, sem destino, sem hora, sem pressa.
De qualquer maneira, tudo o que é bom faz bem e tudo o que faz bem é bom. Mas viver até os 100 anos? Pra que? Como sempre digo: se estivermos produzindo, pensando coerentemente, podendo dar idéias inéditas e, com nossas palavras, mudar opiniões de terceiros, ainda podemos tentar, caso contrário... - C&C - E&P - c.cursini@terra.com.br