Ter sucesso! - O que é?

A palavra sucesso, aparentemente, significa tantas coisas, não é? A mais simples talvez fosse o casal feliz, morando numa casa ou apartamento bem confortável, sem faltar de nada, tudo acomodado, os filhos estudando numa boa escola, a esposa, ou trabalhando fazendo o que ela goste e se satisfaça, com uma boa auxiliar dando conta da casa e dos filhos ou em casa, cuidando de tudo como ela sempre sonhou. E o marido? Ele trabalhando dia todo em algo que goste e tenha estudado e, por isso fazendo os melhores trabalhos. Obviamente que todos vivendo na paz, na alegria e na felicidade que pediram à Deus. Bem rápido - isso é um sucesso, isso é felicidade, não é mesmo?
 
Mas sucesso tem um sentido amplo, bem amplo, com muitas variáveis. Cada um tem uma noção de sucesso. Para alguns, sucesso é estar sozinho, ser dono de sua vida, não ter que dar satisfações, sem problemas e apenas sucesso, dinheiro, mulheres, viagens. Realmente, aparentemente, isso é um sucesso e tanto. Para outros é ter um sonho de criança e, depois de adulto, conseguir concretizar esse sonho, bem concretizado que lhe ofereça a felicidade desejada. São muitas as formas de sucesso, mas o sucesso mesmo é trabalhar num negócio próprio produzindo ou vendo o que tinha em mente, ou então trabalhando numa boa empresa, ser reconhecido, ter uma boa esposa, dando-se super bem com os pais e com os sogros e fazendo seus filhos estudarem o que desejam e nas melhores escolas que puderem. Obviamente ter uma folga financeira, viajar nas épocas certas, sendo uma família unida, vivendo com amor e compreensão entre todos os componentes.
 
Afinal de contas, o sucesso não precisa de dinheiro, não precisa de progresso, não precisa de companheiros e nem família – para o sucesso é preciso gostar daquilo que faz, sentir-se bem com o que faz, ter as amizades necessárias, tratar e dar-se bem com todos e ser respeitado por todos, da mesma maneira. O sucesso é algo pessoal, é um prêmio de sentir bem e fazer outros sentirem-se também, enfim, para se ter sucesso é preciso que outras pessoas se sintam bem também. Ele é pessoal, mas quase coletivo.
 
Claudio Cursini = c.cursini@terra.com.br –