• Voltando ao Pari
    Ontem mais uma vez fui ao meu Pari, circulei por suas ruas, visitei o Bar do Jô, que não conhecia, e gostei muito...caminhando um pouco mais pelo bairro, reencontrei um amigo de adolescência muito especial, frequentava minha casa regularmente, ia aos bailinhos que nós fazíamos em casa, ajudava meu pai a fazer as cubas-libres, minha mãe sempre dizia dele e de seus irmãos, gosto muito desses meninos, são muito educados e carinhosos, enfim era quase um irmão, eu sempre o admirei e sempre o guardei nas minhas melhores recordações, relativas aos meus queridos amigos dessa época da minha vida. Estou falando do querido amigo JOSIR RAMOS, irmão do meu querido amigo Jayme Ramos, fiquei feliz por estar com ele novamente depois de tantos anos.Fiquei feliz por constatar, mais uma vez, que as amizades feitas nessa época de nossas vidas eram verdadeiras e, por isso mesmo, inesquecíveis, nossas amizades continuaram e atravessaram o implacável tempo, guardadas em nossos corações e lembranças. Muito bom rever você Josir, muito bom saber que ainda somos amigos como antigamente.
    Para finalizar a maravilhosa tarde passada no nosso amado Pari, fui até a Igreja de Santa Rita de Cássia, para agradecer-lhe, mais uma vez, essa oportunidade de estar no Pari com pessoas tão queridas.
    Pensei também ter encontrado outro amigo muito querido Walter Ferro mas, não era ele, eu cheguei a perguntar para a pessoa, tal a semelhança com o querido Walter, mas não era ele.
    Enfim mais um dia muito bom em minha vida!
    Beijos à todos, amigas e amigos do Pari! Amo vocês!!!!