Faço como posso e como devo --- Por questão de coerência sempre devemos achar essa vida maravilhosa. É uma dádiva e no final de um pensamento mais profundo, poderíamos não estar por aqui antes, agora ou depois. Vamos cumprir o nosso papel (ou não) e ver e sentir o que poderemos colaborar conosco mesmo, com terceiros e, principalmente, com a Natureza. Na vida ninguém vem com uma lição feita, com lembretes de como fazer, falar, pensar e ouvir. Nós agiremos de acordo com nossa consciência, com os estalos de pensamento e com o momento. Estamos numa estrada desconhecida, sem intervalos, sem placas indicativas e sem ninguém para pedir informações. Temos que seguir de acordo com nossa consciência. Enfim, vamos seguir em frente com confiança, firmeza e seriedade... → Claudio Cursini