A necessidade de uma abordagem dialética para a interpretação de todo e qualquer fenômeno, o religioso inclusive. A religião não é uma via de mão única; comporta diversos vieses e matizes. O binário repetirá a ladainha do "ópio do povo" (geralmente retirada de seu contexto, porque no mesmo trecho Marx aponta que a religião é expressão da miséria real e protesto contra ela, e enquanto protesto contra uma situação real dada pode adotar caráter progressista), e assim deixa de perceber toda essa diversidade. Nas imagens que compartilho, a diferença no discurso de dois religiosos.
por Joycemar Tejo

Foto de Gabrielle Junqueira.
Foto de Gabrielle Junqueira.