guitarra-portuguesa3

REENCONTRO COM MEU AMOR

Quando olhei nos olhos dela

senti com emoção,

que ela tinha os meus,

dentro do seu coração.

O meu coração e o dela,

sofreram da mesma paixão,

ela não esqueceu do meu

e eu tenho o dela no meu coração.

Já diz o velho ditado,

quando o coração  e os olhos,

são dois amigos leais,

quando sofre o coração,

logo os olhos dão sinais.

Sílvio Bastos, um patrício eternamente apaixonado, me manda este poema.