LULA E O PARI

Jayme Antonio Ramos

Após umas breves férias o nosso blog retorna , não sem antes
desejar a todos os amigos parienses, tanto aos que residem e ou trabalham no
bairro doce de São Paulo, quanto aos da diáspora, um Feliz ,
bonito e saudável Ano Novo.
Quanto à história de hoje remonta aos ano de 1986 e eu residia
na Vila Clementino.
Quase todas as noites , passava numa bar e restaurante de um a-
migo, para bater um papo.
Este estabelecimento era situado bem defronte à Sede Nacional
do Partido dos Trabalhadores.
Uma noite ao chegar deparo com o então , se não me engano , Deputado Federal, Luis Inácio Lula da Silva a quem fui apresen-
do pelo proprietário do estabelecimento, o Celso.
Imediatamente , Lula , eu e o Celso, parecíamos amigos de longa
data , tal a afinidade no papo.
Em tom de brincadeira , me perguntou se eu também era do Pari , como o meu amigo.Como afirmei positivamente , passou a falar que quando jovem foi jogar contra o Serra Morena e como era um jogador muito hábil e com bom domínio da bola, um verdadeiro craque, era alvo de constantes entradas .
O tempo passou rapidamente e após um bom papo, nos despedimos , ficando no ar a impressão de um verdadeiro líder, uma pessoa com

grande poder de comunicar e fazer amigos, essa foi a opinião que ficou no ar, após conhecer e de maneira bem rápida, o futuro Presidente da República Lula.