EU ME AMO, NÃO POSSO MAIS VIVER SEM MIM !

EU GOSTO DE MIM --- Passando dos 60 começamos a pensar diferente – isso é real e é mais que natural. Voltamos sempre e, lá atrás, começamos a pensar – e quando estamos com a cabeça boa, lembramos até de detalhes. Já devo ter falado sobre isso. Mas tudo isso é bom para nossa mente, para sabermos que nossa cabeça, nosso cérebro ainda está em forma. Bem, é assim: com a cabeça no travesseiro lembramos "da antiguidade", d'outros tempos, daqueles tempos. Eu fiz coisinhas erradas,mas nada grave, apenas coisas de moleque, algumas de mocinho, mas tudo bem natural, sem causar mal, prejuízo ou desgosto, ou melhor, sem pecado algum. Não me arrependo das escolhas que fiz – tiveram escolhas certas e erradas também, afinal sempre existem as duas, sempre existem opções. E como hoje eu me considero uma boa pessoa, sem arrependimentos (se isso for possível!), gostei das minhas escolhas, das certas e das erradas também, afinal, umas ensinam as outras e eu sou o que sou graças a elas. E para ir um pouquinho mais longe: "Eu gosto da minha pessoa, sinceramente, gosto do Claudio, enfim, gosto de mim... Se eu fosse mulher e me conhecendo como sou agora, me casaria comigo, tranquilamente... e não estou puxando meu saco, hein!!! --- Claudio Cursini --- 25/12/2014