garagem-araguaia

Antiga garagem de ônibus coletivo Araguaia, localizada na rua que leva o mesmo nome está abandonada há vários anos na região do Pari.

Esta garagem foi por anos e anos uma das mais importantes garagens de ônibus de São Paulo, abrigando um grande número de ônibus da extinta CMTC.

Posteriormente, durante o governo de Paulo Maluf (1992-1996), houve a privatização da CMTC e esta garagem passou a pertencer a uma empresa de coletivos chamada CCTC (Cooperativa Comunitária de Transportes Coletivos), até esta empresa ser extinta.

Não temos dados referente a posse da garagem, se pertence a prefeitura de São Paulo ou a iniciativa privada.

Desde o fim da CCTC,  cerca uma década atrás, o local está abandonado. Houve uma promessa no final de 2008 de que ali seria uma garagem pública para ônibus fretados que vem a São Paulo para locais como 25 de março e rua José Paulino mas até agora nada foi feito neste sentido.

Matéria extraída do site S.Paulo Antiga e que se refere à garagem em frente ao estádio

do Estrela do Pari. Falou-se que seria mais um albergue vizinho aos outros existentes

na rua Com. Nestor Pereira. Outros disseram que seria mais um prédio para ser habita-

ção de moradores de favelas incendiadas. Outros, um prédio destinada à Fundação Casa,

destinada à recuperação de menores que tenham cometido atos anti-sociais.

Enfim, um terreno enorme, num local com toda a infra-estrutura, próximo ao Metrô, av.

Marginal, totalmente abandonado e alvo da cobiça dos vários movimentos de invasores

existentes na região.