Pular para o conteúdo principal

NOTA À IMPRENSA SOBRE A ATUAÇÃO DA POLICIA MILITAR NA MANIFESTAÇÃO CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS

NOTA À IMPRENSA SOBRE A ATUAÇÃO DA POLICIA MILITAR NA MANIFESTAÇÃO CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS
         A Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo vem a publico se solidarizar com a atuação dos policiais militares no dia de ontem, 13 de junho, durante a manifestação organizada pelo Movimento Passe Livre (MPL), na região da Avenida Paulista.
         A liberdade de expressão é um direito fundamental do cidadão, que deve ser respeitado, desde que seja exercido de forma democrática, passiva e sem violência.
         Ontem, muitos baderneiros, disfarçados de manifestantes, aproveitaram o momento político para incentivar a desordem, agredir e depredar o patrimônio público.
         Portanto, entendemos que a ação da Polícia Militar do Estado de São Paulo foi legítima e necessária, pois visou preservar a ordem e o patrimônio público e o direito de ir e vir dos cidadãos.
         Estamos certos que os cidadãos de bem aprovam a ação da Policia Militar do Estado de São Paulo, ao passo que repudiam a manifestação agressiva e violenta por parte desses pseudo-manifestantes.

São Paulo, 14 de junho de 2013

Assessoria de Imprensa
AOPM
Fonte : Site da AOPM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Evolução - Part 2

Será que ainda estamos evoluindo ?

Paperback Stories - Somos a Evolução ?

Somos a Evolução ? Comente no Instagram

Samuel - Menino de Rua

Os caminhos da vida nos levam a destinos que muitas vezes não esperamos. As esquinas são cruéis. As noites e dias tornam-se cada vez mais difíceis de suportar. A explicação é única. Solidão. As ruas que dormimos nelas nos passam dores que ficam alojadas no corpo para toda a vida. Sou um menino de rua. Tornei-me um deles. Num dia desses, num passeio pelo centro de uma capital me perdi dos meus pais. Fique na multidão. Gritei. Chorei. Não adiantou. Fiquei só no mundo. Mesmo assim, não perdi, em momento algum, a vontade de vencer. Samuel se perde dos pais e vira menino de rua... É bem verdade, que mesmo só pelas ruas Direita, São Bento, XV de Novembro, e tantas outras, prédios antigos e modernos, não me fizeram perder meus sonhos. Captei a mensagem de que para vencer, basta lutar. Alguém me disse que aquilo que plantamos, colhemos. Dizem que é uma lei da natureza. Nua e crua. Então resolvi, que seria muito legal para mim, trabalhar. Juntar forças para conseguir alguma coisa melhor