NOSSO CORPO E AS DOENÇAS!
C Acredito que nosso corpo nasce intacto, puro e virgem e, portanto, sem doenças. As existentes futuras serão de responsabilidade do próprio. Obviamente que aprenderemos a cuidá-lo, mas nunca com perfeição e alguns males cairão e recairão mesmo com todos os médicos ladeando.
C Vou falar do câncer, muitos não gostam, mas ele faz parte da vida e da morte também, Como livros dizem que o câncer é um tumor maligno formado pela multiplicação desordenada de células de um tecido ou de um órgão, que podem espalhar-se (denomina-se metástase) pelo corpo todo. Eu fico com a explicação há muito na minha cabeça, que li ou me disseram há tempos e já me conscientizei – ele é nato, congênito e pode se pronunciar ou não, dependendo de sentimentos cerebrais, daqueles que machucam o coração, que afetam a memória e mexem interna e externamente com nosso ser. Digamos que ele "não é tão amigo" de coração, mente e cérebro (incluindo consciente, inconsciente e sub), que lidam diretamente com o lado sentimental, sejam eles de quaisquer tipos ou espécies. Claro que péssima alimentação ou nada também podem ajudar.
C Ele está ligado à vida, à nossa vida, à vida atual, à vida que gostaríamos de ter e não temos (ou que fosse e não é), da saudade ou mesmo do ódio que sentimos das pessoas, das mentiras e desilusões. Aliás, tudo está ligado à vida, mas para comparar, não digo comparar a vida com um resfriado, com um pontapé na parede, com uma bolada no rosto, entendem? Como ele é nato, conhece todo o nosso corpo, todos os nossos sentimentos, sensações e sensibilidades, acredito até que passadas, presentes e futuras (se alguém entender!), pois ele sempre esteve e conhece-o melhor do que nós mesmos. Apesar de, "é nosso companheiro".
C Será que soube explicar como eu o entendo e gostaria ou então, acham que estou totalmente errado? – Obs. – Não sou médico e também não entendo, mas depreendo por conjecturas, então... É bom ler, conviver, conversar, ouvir, sentir e alguns probleminhas de leve ou não fazem um super bem, acreditem, pois aprendemos muito, mas por outro lado, faz a nossa mente e o cérebro, talvez, imaginar mais do que deveria. Eu extrapolo vez em quando. Leiam e conversem, vocês aprenderão mais e demais.
►Claudio Cursini - 19/10/2013 12:24 ◄