Haddad cria comissão contra trabalho escravo em SP

 

 
 
RENAN CARREIRA - Agência Estado

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), assinou nesta segunda-feira, 07, no auditório da Biblioteca Mário de Andrade, o decreto que institui e regulamenta a Comissão Municipal para a Erradicação do Trabalho Escravo (Comtrae). O órgão vai elaborar políticas públicas para enfrentar esse tipo de crime na capital paulista. O evento contou com a presença do diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho, Guy Ryder, em primeira visita oficial ao Brasil.

Venha ao nosso bairro de maneira urgente, sr. Prefeito e equipe, nós parienses , desconfiamos que haja trabalho análogo ao de escravos , principalmente em 

relação a pessoas estrangeiras, seja como empregados escravizados como o de patrões exploradores.

Se essa desconfiança se concretizar , estaremos diante de uma situação que desfavorece o trabalho legal ,não só de cidadãos brasileiros como 

o de estrangeiros com situação regularizada.

O nosso bairro abriga estrangeiros das mais diversas nacionalidades, como bolivianos, peruanos, sul-coreanos, chineses, libaneses, sírios,

paquistaneses, bangladeshianos, paraguaios, iraquianos ,etc. e gostaria de saber se todos estão em situação regular no Brasil.

Esperamos que essas ações sejam efetivas, pois já vimos muita pirotecnia e de prático muito pouco, nas atitudes tomadas até agora, pelos mais diversos órgãos públicos.