Domingo de Ramos é marcado pela procissão do encontro

 

DSC03192No último domingo, dia 13 de abril, celebramos o Domingo de Ramos. Em todas as missas aconteceu a procissão de Ramos, dentro da matriz. A celebração começa na porta da igreja, com a saudação inicial e a leitura do Evangelho de Mateus (Mt 21,1-11), sobre a entrada de Jesus em Jerusalém. Depois, no Evangelho, acontece a leitura do relato dos últimos momentos da vida de Jesus, desde o Horto das Oliveiras até seu sepultamento (Mt 26,14-27,66).

Na missa das 19h acontece, após a missa, a procissão do Encontro, onde a imagem de Bom Jesus dos Passos sai da matriz, passando pelas ruas do bairro, e se encontra com a imagem de Nossa Senhora das Dores, que sai da Capela Nossa Senhora Aparecida.

A missa das 19h teve início no salão paroquial, para que a procissão dos Ramos saísse do salão em direção à igreja.

DSC03250Em sua breve homilia, o pároco, Frei Adriano deixou apenas uma pergunta para ser refletida ao longo de todo relato da Paixão e de toda Semana Santa: "Com qual personagem eu me identifico nesta trajetória? Com Jesus? Com Pedro? Com Judas? Com os sumos-sacerdotes? Com as mulheres que seguem Jesus?", questionou.

Ainda neste dia, a imagem de Santa Clara, que teve sua capela lateral reformada, foi recolocada em seu local, pelos membros da OFS – Ordem Franciscana Secular.

Depois, todos foram convidados para seguirem a procissão, que passou pelas ruas Maria Marcolina, Paraíba, Padre Lima e Dr. Ornelas. Ali, no cruzamento da Dr. Ornelas com Padre Lima, acontece o encontro das duas procissões com suas imagens. Durante o encontro, Frei Adriano convidou os presentes a pensarem em suas famílias, suas mães e filhos, e na relação entre eles. Lembrou também as dificuldades que tantas mães e tantos filhos passam. Antes de se dirigirem para a matriz, os presentes foram convidados a darem as mãos e rezarem um Pai-Nosso.

Confira aqui mais imagens do Domingo de Ramos em nossa comunidade.

Fotos e texto da Jornalista Érika Augusto   do blog da Paróquia Santo Antonio do Pari. Como sempre as fotos são de uma inspiração ímpar. O texto reflete fielmente

o que aconteceu nessas belas cerimonias.