Mais um texto do nosso blog historiasdopari.wordpress.com que revemos

As histórias que o Pari nos contou e conta na sua maioria são engraçadas, chegam muitas vezes a ser hilariantes.
Mas muitas vezes, como tudo na vida os acontecimentos são tristes e até trágicos.
Como por exemplo, o fato que ocorreu há uns dez anos atrás, no 1.o andar de um dos edifícios existentes no Pari.
Chegando com antecedência de uma das suas inúmeras viagens a negócios , o representante comercial ao chegar em sua residência lá pela 1/2 noite e pouco, entrou sem fazer barulho para não " acordar" a sua esposa. Ao chegar a seu quarto se depara com a mesma em fogosos momentos de paixão com o eletricista que cuidava de seu carro. A esposa rapidamente colocou um pegnoir e saiu em desabalada carreira. Encurralado junto à janela e com os trajes em que veio ao mundo, o eletricista tratava de explicar a situação ao seu cliente que espumava de raiva, tremendo com uma arma na mão. Após os momentos de saia justa, ops, sem saia justa, veio a sentença implacável do representante comercial, em tom solene e sem outras opções: " – OU PULA PELA JANELA OU EU ATIRO !".
Sem outro tipo de escolha, sabedor da pontaria do seu cliente , cantada em verso e prosa por todos em sua oficina e dada a proximidade do seu oponente, o eletricista resolveu pular do primeiro andar, agradecendo , pois no máximo quebraria um ou outro membro, mas sem risco de morrer. Pulou e caiu em plena rede elétrica, morrendo , por estranha ironia , eletrocutado, sim ,o eletricista morreu eletrocutado.
Nunca mais se ouviu falar do casal, parece , segundo boatos que os dois estão juntos numa cidade do interior de Minas Gerais, onde vivem felizes, ele agora é eletricista de autos e ela trabalha numa loja de armas para caça, vai entender…