Publicidade

Ultimas noticias

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Fwd: Planeta Azul // Homenagem ao Dia da Terra // Bom dia! Wanda





PLANETA AZUL
 
São exatamente 52 anos – 12 de abril de 1961, Yuri Gagarin, descreveu que a Terra vista do espaço, assemelha-se a um Globo Azul.
É o terceiro planeta em distância do Sol, depois de Mercúrio e Vênus. As análise das amostras trazidas da superfície lunar e dos meteoritos, a Terra deve ter 4,5 bilhões de anos.
Para Hesíodo, o que preesistiu a tudo foi o Caos, espaço imenso e tenebroso. Depois apareceu Gaia, a Terra e em seguida Eros, o Amor que gerou Ouranos, o Céu, coroado de estrelas... Aos poucos, a Terra potencia e reserva inesgotável de fecundidade, transformou-se na mãe universal e na mãe dos deuses.

O perfil da Terra

Povos – A nós foi dada a missão de vivermos em equilíbrio uns com os outros e com todas as coisas vivas.
Mãe Terra – Apóia os nossos pés sobre o chão quando caminhamos sobre ela. Ela nos dá a certeza de que continuará a cuidar de nós como tem cuidado desde o começo dos tempos.
As águas – Saciam a nossa sede e nos dão forças. Água é vida. Sua força é conhecida por diversas formas: cachoeiras, chuvas, orvalho, riachos, rios e oceanos.
Peixes – Eles foram instruídos a limpar e purificar a água, também se doa para nós em forma de alimento.
Plantas – Elas sustentam as diversas formas de vida, os grãos, verduras, frutas, que ajudam os povos sobreviverem. As ervas medicinais que foram instruídas a afastar as doenças.
Os animais – Gratidão à toda vida Animal do planeta, eles tem muitas coisas a nos ensinar.
Arvores – A Terra tem muitas famílias de árvores que tem a sua própria missão e utilidade – nos dá o abrigo e sombra, frutas e beleza. Povos usam a árvore como símbolo de paz e força.
Pássaros – O Criador nos presenteou com melodias maravilhosas, eles nos lembram que  devemos aproveitar e apreciar a vida.
Os ventos – Eles nos ajudam a trazer a mudança das estações do ano, nos dando forças. Os trovões, "os nossos avós", trazem a água que renova a vida.
O Sol – Todos os dias, viaja pelo céu de leste a oeste, trazendo a luz de um novo dia, fonte de toda a energia da vida.
A Lua – Movimenta as marés nos oceanos, a mudança de sua face, nós medimos o tempo, determina o nascimento dos seres e ilumina a noite no céu.
As Estrelas – Espalhadas no céu ajuda a Lua iluminar o céu. São mestres iluminados e nos orienta a viver em harmonia como pessoas.
Criador – O Grande Espírito, nossa gratidão por todos os presentes da criação.

A ciência moderna faz avançar triunfalmente as luzes da Razão e recuar inexoravelmente as superstições, os mitos e as religiões. Liberto das magias, credulidades e superstições, o homem não se comporta mais "como se a natureza com ele delirasse" (Espinoza), ao sabor de  seus medos  e esperança. Está  empenhado em fazer o seu Saber um Poder (Bacon) e realizar o projeto de tornar-se efetivamente "mestre e possuidor da natureza" (Descartes).
E convicto de que " pensar e calcular" (Hobbes), e "só é real o que pode ser medido" (Planek). Alguns viram nessa crença a promessa e o penhor de uma emancipação política do cidadão. E passaram a crer no poder soberano e indiscutível da Ciência (Hildton Japiassu).

No mundo contemporâneo – são visíveis os problemas enfrentados pela humanidade sobre as questões socioambientais, que são percepções da finitude e destruição do mundo natural.
 
As questões  socioambientais envolve os fatores: efeito estufa, a destruição florestal, a perda da biodiversidade biológica, a poluição dos rios e mares, a desertificação crescente, ao lado de outros temas como a paz e a qualidade de vida, desigualdade social, desenvolvimento, entre outros.
 
Sagrada Mãe Terra, "nascer é assim: os girassóis lentamente viram as suas corolas para o Sol. O trigo está maduro. O pão é com doçura que se come. Meu impulso se liga ao das raízes das árvores (Clarice Lispector).

Por, Wanda Herrero
Divulgadora Científica
 
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Nenhum comentário: