Pular para o conteúdo principal

Valores em Crise no Contexto da Pandemia do Coronavírus


Em face do recrudescimento da crise do coronavirus no mundo, em meados de abril de 2020 a World Values Survey Association - responsável pela criação e gerenciamento do maior e mais profundo estudo mundial de valores sociais, políticos e culturais -, lançou um novo projeto de pesquisa destinado a estudar os valores das pessoas em três momentos da atual pandemia, na fase inicial da crise do coronavirus (primeira onda), após a crise diminuir seu impulso (segunda onda) e na fase atual da crise (terceira onda). A pesquisa se insere nos esforços de investigação do Instituto Sivis, uma organização sem fins lucrativos e apartidária que tem parceria com o GT da Qualidade da Democracia do IEA/USP e que visa construir um Brasil mais democrático, solidário e colaborativo por meio do fortalecimento da cultura democrática brasileira.
O principal objetivo da pesquisa em curso é descobrir como a percepção dos entrevistados sobre a crise do coronavirus se transformou ao longo da pandemia e como essas mudanças de perspectiva afetaram seus valores morais e orientações sociais e política, inclusive no que se refere ao regime democrático. O painel inicial é composto por cerca de 3.543 entrevistados, que responderam ao questionário entre maio e junho de 2020, residentes nas cinco regiões do país, com características representativas da população brasileira. As questões estavam organizadas nos seguintes blocos: Percepção de crise; Valores morais; Traços de personalidade; Orientações sociais.
Quanto às questões políticas que tocam o tema da qualidade da democracia, a maioria dos entrevistados concorda em algum grau que a democracia é a melhor forma de governo, sendo que 40,1% concordam totalmente e 35,8% concordam em parte. A pesquisa pediu que os entrevistados expressassem seu grau de concordância ou discordância também com a frase “quando há uma situação de crise, não importa que o governo passe por cima de leis, do Congresso ou das instituições com o objetivo de resolver os problemas e melhorar a vida da população”. Apenas 17,5% dos brasileiros discordaram totalmente da frase, indicando que 82,5% deles aceita, em algum grau, relativizar o regime democrático. Isto é um indício do que o compromisso dos brasileiros com a democracia pode não estar ancorado em bases sólidas, pois nada menos que 73,6% dos brasileiros que dizem concordar totalmente que a democracia é a melhor forma de governo aceitariam relativizar o regime em situações como a da crise do coronavirus. O debate vai enfrentar as implicações desses resultados da pesquisa mencionada.
A live do dia 10 de março vai discutir os resultados da primeira de uma série de três ondas de pesquisa que mostram que a pandemia provocou efeitos importantes na situação econômica dos entrevistados: 40% deles receberam algum tipo de auxílio emergencial na primeira fase, enquanto 34,6% sofreram impactos econômicos severos como a perda de emprego ou fechamento do negócio próprio. A expectativa dos entrevistados para o futuro é fortemente negativa. Praticamente 2 em cada 3 brasileiros acreditam que o país sairá gravemente prejudicado da crise do COVID-19. Apesar disso, 44,8% dos brasileiros dizem ter experimentado mais solidariedade em suas interações durante a pandemia. Participantes: Diego Moraes (Instituto Sivis) Thaíse Kemer (Instituto Sivis) Moderação: José Álvaro Moisés (IEA/USP) Organização: Grupo de Pesquisa Qualidade da Democracia
Instituto Sivis

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Noite Luso-Brasileira

24/4/2010 - 20h00   O Departamento Social da Lusa realiza, no dia 24 de abril de 2010 uma noite Luso Brasileiro a partir das 20h00, no Salão Nobre da Portuguesa. Serão servidos diversos pratos da culinária portuguesa, saborosos vinhos. Traga a família para prestigiar este evento. Animação: Sem fronteiras (alem das musicas portuguesa, terá outros ritmos). Convites à venda na secretaria do clube Valor do convite R$ 10,00 (comidas e bebida a parte) Crianças até 12 anos não pagam Realização: Depto. Social e Cultura Informações: 2125-9426 Fonte : http://www.portuguesa.com.br/agenda_m.asp?id_agenda=175

Samuel - Menino de Rua

Os caminhos da vida nos levam a destinos que muitas vezes não esperamos. As esquinas são cruéis. As noites e dias tornam-se cada vez mais difíceis de suportar. A explicação é única. Solidão. As ruas que dormimos nelas nos passam dores que ficam alojadas no corpo para toda a vida. Sou um menino de rua. Tornei-me um deles. Num dia desses, num passeio pelo centro de uma capital me perdi dos meus pais. Fique na multidão. Gritei. Chorei. Não adiantou. Fiquei só no mundo. Mesmo assim, não perdi, em momento algum, a vontade de vencer. Samuel se perde dos pais e vira menino de rua... É bem verdade, que mesmo só pelas ruas Direita, São Bento, XV de Novembro, e tantas outras, prédios antigos e modernos, não me fizeram perder meus sonhos. Captei a mensagem de que para vencer, basta lutar. Alguém me disse que aquilo que plantamos, colhemos. Dizem que é uma lei da natureza. Nua e crua. Então resolvi, que seria muito legal para mim, trabalhar. Juntar forças para conseguir alguma coisa melhor

Pizzaria & Esfiharia Pari

Faça sua escolha!! Esfihas a partir de R$ 5,00. Não perca tempo, aproveite, temos promoções válidas para todos os dias!! Atendimento salão e delivery Terça a domingo das 17h às 23h45 Tel.: 2339-4657 e 94599-9308 Avenida Carlos de Campos, 248 Pari PEDIDOS E CARDÁPIO COMPLETO app baixado no Google play PIZZARIA E ESFIHARIA PARI ou site WWW.PIZZARIAEESFIHARIAPARI.COM.BR