Vamos falar de comidinhas na região.

No Brás haviam locais onde se comia à noite muito bem.

No Garoto comia um delicioso bauru, em frente tinha uma lanchonete na rua Bresser comia-se suculentos lanches como kibe e esfiha.

No Santa Cruz esquina da avenida com a Bresser havia uma bela pizza.

Nessa Santa Cruz, houve num sábado um fato engraçado.Os dois maiores comedores do Pari, eu não lembro os nomes,

pediram uma pizza inteira para cada um . Enquanto esperavam as pizzas ficarem prontas , comeram dois baurus cada um, acompanhados de cervejas. Ao final das pizzas, pediram mais duas pizzas e mais quatro baurus.

Às sextas - feiras eu comia feijoada no La Farina. Um conhecido nosso de nome Modesto, que de modesto não tinha nada, numa noite ao sairmos do citado restaurante, nos levou ao Avenida Danças, onde disse que tinha casos com várias dançarinas da casa e que não era lagartixa, nome dado aos que não dançavam só ficavam encostados na parede vendo os outros dançar.

Porém logo foi desmascarado , pois perguntou a nós para que servia o cartão de picotes dado na entrada.

morremos de rir pois provou que nunca lá tinha estado.

Agora eu explico às novas gerações, o Avenida era um taxi danças onde pagava-se para dançar e o cartão servia para se marcar o tempo dançado.