Pular para o conteúdo principal

CASO BARRA FUNDA


Caso Barra Funda

Vídeo duvidoso: agentes do Metrô são suspensos

Para perito, imagens que mostram confusão entre seguranças e estudantes na Estação Barra Funda do Metrô, requerem melhor apuração. Sindicato da categoria quer recorrer judicialmente da decisão da empresa


Quem não se lembra da confusão entre estudantes e três agentes de seguranças na Estação Barra Funda do Metrô, na zona oeste da capital no último dia 15 de março? O episódio completou um mês hoje (15/4), e resultou na suspensão temporária dos seguranças envolvidos, segundo as informações prestadas pelas assessorias de imprensa do Metrô e do Sindicato dos Metroviários de São Paulo. O tumulto ocorreu quando os guardas pediram a três estudantes que não fumassem nas dependências da estação, o que motivou o bate-boca entre os envolvidos. Populares filmaram o episódio, cujo vídeo teve ampla repercussão na internet. Os estudantes disseram que foram agredidos pelos seguranças.
Atendendo ao pedido da reportagem, o perito Ricardo Molina – que atuou em casos famosos como PC Farias e Eloá – analisou as imagens exibidas e observou que, por estarem editadas, não se pode comprovar de imediato que houve agressão, e por isso precisam ser melhor apuradas. Por sua vez, o sindicato descartou a denúncia de agressão, alegando que os agredidos fumavam maconha no local, e os guardas agiram em preservação da ordem pública. Procurado pela reportagem, o Metrô se limitou em informar que “o processo instaurado internamente para a apuração dos fatos ocorridos e os empregados envolvidos receberam sanções administrativas”.
“O sindicato entende que os agentes agiram em preservação da integridade pública, já que se constou que os estudantes teriam fumado maconha, e até queriam embarcar naquelas condições”, declarou a entidade, por meio de sua assessoria de imprensa.
O sindicato informou que entrou em contato com os agentes envolvidos, e se predispôs a recorrer judicialmente contra a suspensão que sofreram, já que eles possuem um prazo de cinco anos para ingressarem com ação trabalhista. “O sindicato também tentou dialogar com a empresa, mas não deu certo, já que ela não tem autocrítica para discernir os fatos”, comentou.
E na opinião do perito Ricardo Molina, as imagens da confusão na Barra Funda precisam ser analisadas com cuidado, já que demonstram indícios de que foram editadas, o que interfere na apuração do que realmente aconteceu na estação do Metrô.
“A princípio, houve cortes nas imagens, o que dificulta saber o que realmente aconteceu lá. Tudo indica que houve um rigor excessivo, mas isso vai depender de interpretação jurídica, e é preciso apurar o que causou isso. O que levou os seguranças a imobilizarem um dos estudantes? Se um deles tentou invadir o recinto, os seguranças não estavam errados. Aparece um segurança erguendo o cassetete. Por que ele fez isso?”, observou o perito que, a princípio, descartou a caracterização do crime de agressão no vídeo.
“Se houve agressão ou não, o que poderia comprovar é uma marca vermelha que apareceu no pescoço de um dos estudantes. E somente o exame de corpo de delito pode comprovar isso”, finalizou.

CONTATOS: Márcia Dias, jornalista freelancer e proprietária da JORNALISTA DE PLANTÃO (www.jornalistadeplantao.com.br). Ligue para (11) 99516-3909


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Noite Luso-Brasileira

24/4/2010 - 20h00   O Departamento Social da Lusa realiza, no dia 24 de abril de 2010 uma noite Luso Brasileiro a partir das 20h00, no Salão Nobre da Portuguesa. Serão servidos diversos pratos da culinária portuguesa, saborosos vinhos. Traga a família para prestigiar este evento. Animação: Sem fronteiras (alem das musicas portuguesa, terá outros ritmos). Convites à venda na secretaria do clube Valor do convite R$ 10,00 (comidas e bebida a parte) Crianças até 12 anos não pagam Realização: Depto. Social e Cultura Informações: 2125-9426 Fonte : http://www.portuguesa.com.br/agenda_m.asp?id_agenda=175

Samuel - Menino de Rua

Os caminhos da vida nos levam a destinos que muitas vezes não esperamos. As esquinas são cruéis. As noites e dias tornam-se cada vez mais difíceis de suportar. A explicação é única. Solidão. As ruas que dormimos nelas nos passam dores que ficam alojadas no corpo para toda a vida. Sou um menino de rua. Tornei-me um deles. Num dia desses, num passeio pelo centro de uma capital me perdi dos meus pais. Fique na multidão. Gritei. Chorei. Não adiantou. Fiquei só no mundo. Mesmo assim, não perdi, em momento algum, a vontade de vencer. Samuel se perde dos pais e vira menino de rua... É bem verdade, que mesmo só pelas ruas Direita, São Bento, XV de Novembro, e tantas outras, prédios antigos e modernos, não me fizeram perder meus sonhos. Captei a mensagem de que para vencer, basta lutar. Alguém me disse que aquilo que plantamos, colhemos. Dizem que é uma lei da natureza. Nua e crua. Então resolvi, que seria muito legal para mim, trabalhar. Juntar forças para conseguir alguma coisa melhor

Pizzaria & Esfiharia Pari

Faça sua escolha!! Esfihas a partir de R$ 5,00. Não perca tempo, aproveite, temos promoções válidas para todos os dias!! Atendimento salão e delivery Terça a domingo das 17h às 23h45 Tel.: 2339-4657 e 94599-9308 Avenida Carlos de Campos, 248 Pari PEDIDOS E CARDÁPIO COMPLETO app baixado no Google play PIZZARIA E ESFIHARIA PARI ou site WWW.PIZZARIAEESFIHARIAPARI.COM.BR