Com chuva , com sol, com frio ou calor , o Pari aos sábados ferve, com seu comércio frenético, lojas de confecções, utensílios domésticos, flores arti-

ficiais, cutelaria, enfim um movimento intenso, um trânsito infernal.

Em meio a esse lufa-lufa, alguns recantos oferecem um bom bate-papo, con-

vivência amistosa entre pessoas que se conhecem há décadas , algumas nem

residem mais na República do Pary, mas semanalmente estão lá entre 11.30 e

13.30hs. Um desses recantos é nas cinco esquinas das ruas rio Bonito, Dr. Pa-

checo e Silva, das Olarias e Itaqui, em frente ao centenário Bar Pif- Paf.

Alguns dos " jovens" são mostrados nesta foto tirada em 27 de abril de 2014.

Nela vemos Titito, Rubão, Nardão , Pirolito , Jayminho e Carlinhos Tempone.

Alguns membros do Conselho não estavam presentes nesse momento.

cabeças brancas