Em que pesem as opiniões, descontentamentos , críticas aos governos , eu acho que hoje é um dia em que comemoramos o Aniversário da Independência do nos-

so querido Brasil, país onde se situa a nossa República do Pary, acima de todas as questões que envolvem a nossa Pátria.

Temos vários dias para passeatas, de partidos , correntes de opinião dos mais di-

versos matizes, mas hoje ?

Larguemos a costumeira síndrome de vira-lata, do estraga prazeres, do quebranto

e comemoremos a Data Nacional do nosso Brasil.

Lembremos do D. Pedro I indo para o Rio de Janeiro, após ter proclamado a Inde-

pendência no Ipiranga, à noite saudado no centro de nossa  São Paulo, dormido lá , claro que passou pela nossa região, o Brás , pois a Celso Garcia era o caminho para a capital , sendo saudado pelos moradores, aclamado como Libertador da Nação.

Na altura mais ou menos onde é hoje a João Boemer se situava o Marco da Meia Légua, deveria ter uma vendinha, onde Sua Alteza deve ter tomado um gole, pois a próxima parada era só na longínqua Penha de França, dali há uns empoeirados oito quilometros, claro, setembro, ar seco , ventania, ninguém é  de ferro, embora no caminho atravessariam alguns córregos e rios , como o da Moóca, Tatuapé, o caudaloso Aricanduva, este , o último antes da íngreme ladeira da Penha, onde iria pousar naquela noite, com quem ? não sejam indiscretos.

Afinal agora ele já era o Imperador de fato, seria aclamado alguns dias mais tarde , então não vamos bisbilhotar a vida dele, vocês estão vendo a confusão que os americanos arrumaram na vida de nossa Presidente, o Obama tenta explicar mas , não consegue.

Mas voltemos ao nosso Libertador , ao Sete de Setembro, comemoremos , o saudemos, com grande ardor juvenil !

dom-pedro-principe-regente-imperador-brasil-1320494448